Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT


Paper Folding for Pop-Up (de Miyuki Yoshida)

Este é o último post/artigo do EVTdigital? Não, não será certamente o último mas… é o que finaliza a divulgação das ferramentas digitais no âmbito deste estudo. E nada melhor do que partilhar convosco um recurso que não é digital, tal como no artigo anterior. É um recurso em papel, uma das minhas paixões: os Pop-Up books. Chama-se Paper Folding for Pop-Up e é de Miyuki Yoshida.

Em contexto de EVT (de EV e até ET) a exploração deste tipo de livros, muitos deles com mecanismos engenhosos e que o seu manuseamento e posterior análise por parte dos alunos faz-lhes despertar a curiosidade e a motivação para eles mesmos criarem os seus livros pop-up, ou mesmo que não sejam livros, postais… Mas podem ser brinquedos com mecanismos entre outros.

Tal como sempre referi (e defendi), acredito que é pela utilização articulada e sensata entre os recursos digitais e os “tradicionais”, como este, em papel, que os alunos conseguem uma aprendizagem mais rica, diversificada, e verdadeiramente significativa.

Anteriormente já tinha aqui divulgado os 5 livros pop-up de David A. Carter, para mim, dos mais fabulosos que existem. Divulguei também o espaço na Internet de Robert Sabuda, outro dos gurus da área. Chega agora a vez de Miyuki Yoshida e este livro que descobri recentemente e que é verdadeiramente fabuloso. No momento em que vos escrevo, ainda não o tenho. está encomendado e espero que daqui a uma semana ele chegue para me poder deliciar com ele… Enquanto não chega, partilho aqui convosco algumas das suas páginas num dos blogues que visitei e do qual retirei estas imagens e que infelizmente não guardei aqui a fonte para a publicar mas sei que era um blogue em Espanhol. Não podia deixar de partilhar convosco…  

Anúncios

DISNEY MOVING PICTURE MACHINE

A divulgação de ferramentas digitais está mesmo a acabar, aqui no EVTdigital. Mas como sempre disse e defendi, deve sempre haver a articulação dos vários recursos e suportes em contexto educativo, nomeadamente em EVT (ou qualquer outra área). Aqui apresento um desses recursos, uma das minhas paixões que é o cinema de animação, os brinquedos óticos e os princípios de animação de imagens. Chama-se DISNEY MOVING PICTURE MACHINE e vou já contar-vos a história do mesmo e para que serve.

(créditos da imagem: NAVA Design)

Este brinquedo, sim brinquedo, podemos chamar-lhe assim pois é um brinquedo ótico tem uma história longa e curiosa. O original do qual podem agora ter uma réplica, surgiu em força no mercado em 1938, depois da primeira aparição em 1935. Todos sabem que hoje em dia, muitas marcas, sejam cereais, detergentes e outros, por vezes oferecem brinquedos para os mais novos. Há muito anos, ainda me recordo, ofereciam espirógrafos e outros brinquedos educativos. Ora este Moving Picture Machine surge distribuído em 1938 através da parceria entre a Disney (por Walt Disney) e a Pepsodente Co. (sim, a das pastas de dentes).

Uma oferta que chegou assim a muitas e muitas pessoas e assim despertou a curiosidade pelo cinema de animação em particular mas também ao cinema no geral.

Agora, no site da Disney, numa produção da NAVA Design, são disponibilizados os planos para serem impressos (convém ser em cartolina ou num papel com boa consistência) e depois montados. São fornecidos com 2 baterias de imagens de filmes de animação da altura, claro.

Uma experiência fabulosa para redescobrir a animação e para também para além daquilo que é o digital e o que agora nos é proporcionado pela partilha nas redes, aquilo que também se pode conseguir na impressão, recorte, montagem, colagem, etc… Tudo isto também muito importante na nossa disciplina de EVT (ou qualquer outra e até mesmo para o desenvolvimento integral das crianças e jovens).

Basta carregarem na ligação acima ou na imagens e são convidados a visitar o espaço da Disney onde podem descarregar em pdf as instruções e os planos deste brinquedo óptico, que acaba por ser quase um projetor primitivo, para depois montar. Claro que já podem ver que isto permite explorar muitas áreas e conteúdos da EVT como: Comunicação, Estrutura, Forma, Geometria, Luz-Cor, Material, Medida, Movimento, Trabalho, Animação, Construções, Desenho, Impressão e Mecanismos.

Fascinem-se… e aqui fica um vídeo onde se apresenta a máquina que depois a Disney aprimorou e fez distribuir com a colaboração da Pepsodent.


Typedia

Criado em 2006, o Typedia assume-se como uma enciclopédia de fontes (tipos gráficos, tipos de letra) online.

Neste espaço podemos pesquisar por um tipo de letra, autor, blogue, o que se queira. Em poucos instantes temos uma lista de resultados que podemos analisar e obter resposta para o que procuramos.

Para utilizar em EVT, quando por exemplo procuramos um tipo de letra para um cartaz ou outro produto gráfico; para saber mais sobre as fontes; para compreender como se cria um tipo de letra…

Ainda em contexto de EVT (ou mesmo EV), pode ser interessante para a abordagem de conteúdos e áreas de exploração como: Comunicação, Estrutura, Forma, Geometria, Desenho e Impressão.

Passem por lá!


Abrakadoodle

Iniciamos as publicações de hoje aqui no EVTdigitl com o Abrakadoodle, um espaço online criado em 2005 que, na conjugação dos termos Abraka (magia) e Doodle (rabisco) faz nascer este projeto. 

 Este é um espaço online que permite, a partir dos 5 anos de idade, explorar conceitos relacionados com a EVT mas também com a Expressão e Educação Plástica nas escolas. Com espaços dedicados aos mais novos, aos pais e professores, constitui-se como um valioso recurso dando pistas de intervenção em contexto de sala de aula e disponibilizando atividades criativas a desenvolver com os mais novos.

O espaço é tão vasto que seria impossível aqui descrever todas as suas poencialidades.

Fica um pequeníssimo vídeo tutorial de apresentação do espaço e a certeza de que em EVT podem explorar áreas e conteúdos tão diversos como: Comunicação, Espaço, Estrutura, Forma, Geometria, Luz-Cor, Material, Medida, Movimento, Trabalho, Impressão, Mecanismos, Modelação/Moldagem, Pintura,Animação, Construções, Desenho e Fotografia. 


Typography

O espaço da Internet criado por Jeremy Tankard intitulado Typography é um local onde podem encontrar informação útil sobre tipografia, fontes (tipos de letra) e outros aspetos relevantes a ter em conta quando utilizamos as letras (texto) na comunicação visual. 

Com várias secções úteis das quais destacamos a possibilidade de impressão de vários tipos e a sua posterior comparação, é um excelente recurso para em contexto de EVT introduzirmos a particularidade do texto e da sua inclusão em trabalhos de composição visual como cartazes, desdobráveis ou outras paginações e aspetos a ter em conta quando realizamos esses trabalhos. Muito interessante, também, para criar uma fonte de raíz. Não que esta ferramenta (apenas um sítio da Internet) o permita, mas faculta recursos úteis para abordar em contexto de sala de aula de EVT, onde se podem trabalhar áreas de exploração e conteúdos como: Comunicação, Estrutura, Forma, Geometria, Medida, Desenho e Impressão.


Yourchildlearns – Owl and Mouse Educational Software

O espaço YourChildrenLearns está instegrado num maior, chamado Owl & Mouse – Educational Software. No caso específico, abordamos algo que pode constituir uma ferramenta digital mas também algo que pode ser abordado em contexto “tradicional”, para montar um cidade, a partir de planificações de edifícios.

É aqui (carregar na imagem anterior) que podem selecionar e descarregar alguns modelos planificados de edifícios e depois imprimi-los e montá-los em contexto de sala de aula para construir uma cidade. Isto despertará a curiosidade e interesse dos alunos para novas abordagens em contexto de EVT, seguramente. Aplicações? Sim, podem ser muitas… Imaginem a construção deste edifícios para um cenários de um filme de animação? E se for para compreenderem (os alunos) como se planifica uma capa para guardar trabalhos? E uma embalagem?

As abordagens e variantes de aplicação em contexto educativo são muitas. E se forem ao espaço Owl & Mouse ainda vão encontrar muitas mais propostas. Nada como analisar.

Em contexto de EVT sempre podem abordar uma vasta gama de conteúdos e áreas de exploração como: Espaço, Estrutura, Forma, Geometria, Material, Medida, Trabalho, Construções, Desenho e Impressão.

Não há vídeo tutorial, naturalmente… A sugestão é mesmo passarem por lá!


Web Poster Wizard

Na última divulgação do dia de hoje aqui no EVTdigital, eis o Web Poster Wizard que nos permite realizar cartazes (posters) online, de forma guiada e orientada, com matrizes simples de aplicar, onde se pode adicionar texto, imagem e ligações externas para a web.

O espaço foi mesmo criado para professores e para os ajudar a criar conteúdos para apresentação aos seus alunos, publicação online e mesmo impressão. Uma boa ferramenta que podem explorar para em EVT trabalharem as seguintes áreas e conteúdos: Comunicação, Estrutura, Forma, Geometria, Medida, Trabalho, Desenho, Fotografia e Impressão. Claro que mais conteúdos e áreas podem ser adicionadas consoante o tema a trabalhar.

Aqui fica um pequeno vídeo tutorial sobre a aplicação.


Draw Plus (Starter Edition) e mais ferramentas gratuitas (SE) da Serif

Já não me recordo se anteriormente vos apresentei aqui no EVTdigital alguma das ferramentas da Serif. Reconheço nesta empresa Inglesa uma forma muito interessante de atuar. É que a Serif vai muito mais além da sua vertente comercial, disponibilizando ferramentas gratuitas de muitas das versões proprietárias que lança. Mas disso falaremos mais adiante. Vamos agora reter-nos numa delas: o Draw Plus (Starter Edition).

O Draw Plus (Starter Edition) é a versão gratuita do software com o mesmo nome, apenas tendo algumas limitações de ferramentas de edição em relação à versão comercial. É um programa de desenho vetorial e ilustração, muito bom, estável e simples de utilizar com muitas potencialidades de trabalho em contexto educativo, em especial nas disciplinas de EVT ou EV.

Tal como no recurso divulgado antes deste, o Draw Plus é mais um software que em contexto de sala de aula pode ser quase potencializado ao limite quando utilizado o quadro interativo. Nada como experimentarem esta versão gratuita. No final deste artigo deixaremos um pequeno vídeo tutorial que encontramos no YouTube e vão perceber facilmente a quantidade de ferramentas que são disponibilizadas e a quase infinidade de opções que temos para pôr em prática certos trabalhos com os nossos alunos. Seja para desenho ou pintura mas também para elaboração de cartazes e muito mais. Aliás, em contexto de EVT (ou até EV ou outras disciplinas) podemos trabalhar as seguintes áreas de exploração e conteúdos: Comunicação, Espaço, Estrutura, Forma, Geometria, Luz-Cor, Medida, Trabalho, Construções, Desenho, Fotografia, Impressão e Pintura.

Mas antes de terminarmos com o vídeo tutorial, o Draw Plus não é a única ferramenta da Serif com versão gratuita (Starter Edition). Há mais, muitas mais, e que podem ser utilizadas em EVT. No sítio da Internet da Serif, na secção Free Downloads encontram ferramentas (softwares) para Paginação (Page Plus), criação de página Web (Web Plus), Photo Plus (para edição e tratamento de imagem), Panorama Plus (para criação de fotografias panorâmicas), Movie Plus (para edição de vídeo)… e ainda o Craft Artist (para digital scrapbooking) e ainda um pacote de templates para websites e outros conteúdos.

Experimentem e fascinem-se…

Aqui fica o vídeo tutorial do Draw Plus SE…


Calligraphy

Iniciamos as publicações de hoje, 19 de junho de 2012, com uma ferramenta extremamente interessante para ser trabalhada com os alunos para a descoberta das formas, da expressão, aplicada à criação de fontes (tipos de letra). Chama-se Calligraphy e está inserida no espaço MathToyBox.

Depois de iniciada a aplicação que funciona integralmente online, temos uma barra de menus muito simples onde podemos escolher o tipo de papel (digital) que queremos usar. Depois, podemos escolher o aparo (sim, aparo, pois simula uma escrita à antiga), a cor da tinta e ainda 3 variáveis para a escrita e que faz variar o tipo de aparo e escrita realizada.

Finalmente, somos convidados a criar o nosso próprio abecedário ou até um desenho que no final podemos imprimir. No caso de EVT, por exemplo, os trabalhos podem ser guardados e depois editados num programa de desenho vetorial, selecionando apenas os desenhos, sem fundo, para aplicação a outros contextos.

Uma ferramenta interessante e que pode dar para desenvolvimento de muitas ideias em EVT, disciplina onde podemos trabalhar com esta ferramenta as seguintes áreas de exploração e conteúdos: Comunicação, Forma, Material, Desenho e Impressão.


NGA Kids – National Gallery of Art

Há espaços online de Museus que são uma verdadeira maravilha em recursos. E alo de recursos educativos para os mais novos, normalmente orientados pelos serviços educativos dos museus. Esse é o caso do sítio NGA Kids  online, da National Gallery of Art de Washington.

Ao entrarem neste local são convidados a explorar quase duas dezenas de aplicações online, interativas, que permitem aos mais pequenos, tanto alunos do 1º ciclo como na própria disciplina de EVT, para alunos até 12 anos, aprenderem de forma interativa alguns conceitos como do 2D ao 3D, as estruturas, colagens, fotografia, sobre a obra de arte… A lista é muito grande.

São aplicações interativas, em Flash, e que correm diretamente no browser, sem necessidade de instalarem qualquer programa a não ser ter o Flash Player ativado no vosso navegador da Internet (o que seguramente deve estar).

Uma dessas ferramentas, inclusivamente, já a divulguei aqui e chama-se Brushster. Mas há mais, como por exemplo as duas versões da Collage Machine, o Mobile, o 3D Twirler, o Flow ou o Wallovers, só para indicar algumas. Sinceramente, vale a pena passarem por lá e explorar.

Como é lógico, pela quantidade e diversidade de ferramentas disponibilizadas, a lista de conteúdos e áreas de exploração possíveis abordar em EVT é vasta: Comunicação, Espaço, Estrutura, Forma, Geometria, Luz-Cor, Material, Medida, Movimento, Trabalho, Animação, Construções, Desenho, Fotografia, Impressão, Mecanismos e Pintura.

Passem por lá e percam-se um pouco!


Bitmap Font Writer

 Stefan Pettersson é o autor da ferramenta/aplicação que divulgamos e que se chama Bitmap Font Writer.

 Esta aplicação funciona online e permite aos utilizador criarem fontes Bitmap, quase ao estilo Pixel Art. É extremamente simples de utilizar e pode ser usada em EVT para múltiplos contextos. Desde a criação e utilização da fonte para escrita normal como para cartazes e outros trabalhos gráficos, consoante os projetos a realizar.

Uma boa opção para em EVT trabalharem conteúdos e áreas de exploração como: Comunicação, Forma, Geometria, Luz-Cor, Trabalho, Desenho e Impressão.

Neste caso, não há vídeo tutorial mas, vão compreender que nem é preciso.

Experimentem!


Typographica

Quase numa penada… aqui fica mais um espaço online onde podem pesquisar e analisar mais algumas características ligadas às fontes (tipos de letras) e à tipografia. Chama-se Typographica.

Neste espaço, vejam por exemplo a secção Classification onde podem analisar os tipos de letra com serifa, sem serifa, entre muitos outros. Mas podem ainda ver e analisar muito mais em Designer ou Foundry. O professor, em EVT, quando realizar a abordagem à tipografia, fontes e construção de tipos, pode facilmente utilizar este espaço como referência para explorar algumas particularidades importantes a transmitir aos alunos. Conteúdos e áreas de exploração como Comunicação, Estrutura, Forma, Geometria, Medida, Desenho e Impressão  podem facilmente ser trabalhados na disciplina (tanto EVT como EV).


I am an artist

Para terminar as publicações de hoje aqui no EVTdigital, a divulgação do espaço online chamado I Am an Artist e que, apesar de ser considerado um recurso para as expressões e educação plástica no 1º CEB, é perfeitamente utilizável para alunos do 2º ciclo, especialmente em EVT, no 5º ano.

Neste espaço online podem descobrir como desenhar, pintar, construir, modelar, imprimir, etc… Ao visitarem o sítio, não se esqueçam que o espaço central com os objetos não está a funcionar, apenas os mesmos mas do menu superior.

Em cada secção podem aprender, passo-a-passo, técnicas e procedimentos na áreas das artes, tecnologias e expressões.

Como não há vídeo tutorial, nada como explorarem este recurso que, apesar de estar em Inglês, a profusão das imagens ajuda a compreender, sendo simples de perceber pelos professores e depois transmitir e ajudar os alunos. E, em EVT, ou no 1º ciclo, podem explorar áreas e conteúdos como:  Comunicação, Espaço, Estrutura, Forma, Geometria, Luz-Cor, Material, Medida, Trabalho, Construções, Desenho, Impressão, Modelação/Moldagem e Pintura.


Andy Warhol’s Marilyn Prints

Do espaço da Internet chamado Color, Vision & Art, das exposições online do Web Exhibits, surge o recurso Andy Warhol’s Marilyn Prints. Andy Warhol, um dos autores ícone da Arte Pop, com a “sua” Marilyn, num espaço onde podem explorar aquilo que Andy Warhol fazia nos seus silk screen.

 Depois de acederem a este espaço na Internet, irão ter acesso a uma breve introdução ao trabalho do artista e de como podem trabalhar este recurso online. Através da manipulação das várias ferramentas, poderão alterar as cores da impressão do trabalho da Marilyn. Muito simples de utilizar e intuitivo, é uma boa opção para em EVT (ou EV) se trabalhar a Cor e a obra de arte bem como as técnicas de impressão e falar sobre esta técnica particular de Andy Warhol.

Podem abordar os seguintes conteúdos e áreas de exploração de EVT: Comunicação, Luz-Cor, Pintura e Impressão.

Não se esqueçam, de visita obrigatória!…


The Brilliant Line (Museum of Art – Rhode Island School of Design)

Um sítio espantoso na Internet é o do Museum of Art de Rhode Island School of Design intitulado The Brilliant Line. O destaque vai para o valor dado à Linha e à Gravura. Basicamente, são selecionadas 8 gravuras entre 1480 e 1650 e depois, de forma interativa, após seleção de cada obra, em 4 opções, podemos ver uma a uma ou conjugadas essas alternativas que são transpostas e explicados no valor expressiva da linha nessa gravura, num dos pormenores.

Apesar de no contexto de EVT (ou mesmo de EVT) não irmos tão longe na exploração técnica da Gravura, sempre é possível dar o enfoque às técnicas de impressão e à Linha, incluída na gramática visual.

Portanto, um sítio interativo a não perder, de facto, para depois, em EVT, podermos trabalhar o conteúdo Forma e as áreas de exploração de Desenho e Impressão.

Visitem e aproveitem!…


InkScape

 E para terminar as apresentações de hoje, a divulgação de mais um software livre, no caso, um dos que devem conhecer. É para desenho vetorial e chama-se Inkscape.

 

 Para desenho vetorial existem, de facto, muitas alternativas no mercado. Pois é, mercado… Corel, Adobe e outras, são todas software proprietário e muitas vezes bem pago. Assim, para as nossas escolas, nada melhor que poupar no orçamento e utilizar o Inkscape. Tem a vantagem de poderem descarregar a versão em Português para Windows ou Linus (sendo que também funciona em Mac, com alguma prática – devem ver o link para perceber como os utilizadores de Mac podem usar o Inkscape).

É um programa de código aberto, livre, que nos permite em EVT explorar vários tipos de desenho (e pintura), podendo-se realizar cartazes, desdobráveis, logótipos e uma quase infindável tipologia de atividades. Podemos explorar áreas e conteúdos da EVT (e EV, por exemplo) como: Comunicação, Espaço, Estrutura, Forma, Geometria, Luz-Cor, Medida, Trabalho, Construções, Desenho, Fotografia, Pintura e Impressão.

 Aqui fica um vídeo tutorial, em Português (do Brasil), entre os muitos que podem encontrar no Youtube. E não se esqueçam: este é um software livre!…


Gimp e Gimp Paint Studio

Há programas que dispensam grandes apresentações. Não dispensam pelo facto de serem ferramentas muito conhecidas e conceituadas (não é porque não sejam de grande interesse, muito pelo contrário). Um desses softwares (livre, por sinal) chama-se Gimp e permite o trabalho de edição e tratamento de imagem.

Para quem já conhece, sabe perfeitamente que este programa é uma referência e uma das principais alternativas a softwares muito caros e proprietários. Com o Gimp, para edição e tratamento de imagem podemos fazer quase tudo, acrescendo o facto de, enquanto software livre, podermos beneficiar de uma grande comunidade que desenvolve este software e, ainda mais, lhe vai acrescentando novas ferramentas e funcionalidades.

A experimentar, sem dúvida. Para isso, só “um cheirinho”, vejam um tutorial vídeo no final deste artigo, tutorial esse que é apenas um entre os os muitos que encontrámos no Youtube. Optámos por este pois explica os conceitos básicos e faz uma introdução ao Gimp.

Mas, e se ao Gimp juntássemos uma ferramenta para desenho e pintura? Bem, já devem ter percebido que muitas das ferramentas que referenciámos para edição de imagem também podem servir para desenho e pintura. Mas neste caso concreto, há mesmo muito mais… A comunidade Gimp criou o Gimp Paint Studio!…

Se carregarem na ligação através do nome ou na imagem anterior, serão remetidos para o sítio do Gimp Paint Studio. É la que podem descarregar uma série de vídeos tutoriais e, inclusivamente, um manual em Português, muito simples, com 24 páginas. É verdadeiramente fantástico o que esta comunidade fez e o que se pode desenvolver em colaboração com todos, num princípio de código-aberto.

Experimentem e fascinem-se. Ao acederem ao espaço do Gimp Paint Studio basta acederem ao separador de instalação (Installation) e basta seguir as instruções para instalar este software (Gimp com Gimp Paint Studio) em conputadores com sistema operativo Windows ou Linux.

Já agora, aproveitem para ver o vídeo tutorial mesmo no final deste artigo…

E já agora, divirtam-se, que no caso de EVT pode dar para explorações de áreas e conteúdos como: Comunicação, Espaço, Estrutura, Forma, Geometria, Luz-Cor, Material, Medida, Trabalho, Animação, Construções, Desenho, Fotografia, Impressão e Pintura.


Flip-Book info

Para os amantes do cinema de animação, uma passagem pelo sítio da Internet chamado FlipBook.info é quase obrigatória. Apesar da realização de filmes animados na escola ser, hoje em dia, um processo relativamente simples e que nada se compara com antigamente (muito à custa do que hoje as tecnologias nos simplificam o trabalho e acesso a recursos), ainda mais simples e muito interessante (a vários níveis) é a realização de brinquedos óticos.

Para quem conhece sabe que o Flipbokk é um dos brinquedos óticos simples de realizar pelos alunos (na disciplina de EVT ou EV… ou outras…). Basta um conjunto de pelo menos 40 folhas cortadas, de pequenas dimensões e, pelo folhear das mesmas, depois de realizados os desenhos (animados, claro) temos um pequeno livro animado. Há outros brinquedos óticos como o thaumatrope, phenakistiscope ou zootrope, mas vamos ver o Flipbook.

Este espaço da Internet, com ligação a um blogue, tem um acervo fantástico de flipbooks que podem ser o mote para explicarmos aos alunos o princípio de animação dos mesmos (e fenómeno ótico associado, da persistência retiniana das imagens) e depois partir para criações fantásticas. Pode ainda levar os alunos a realizar os seus trabalhos e depois, a turma criar um blogue da turma para partilhar os mesmos.

Não há vídeo tutorial, naturalmente, mas não dispensa a passagem pelo Flipbook.info. Certamente irão adorar!

Falta apenas dizer que, em contexto de EVT, o conteúdos Movimento e a área de exploração Animação são o mote principal mas mediante as experiências animadas a realizar, muito outros se podem abordar como por exemplo:  Comunicação, Forma, Medida, Trabalho, Construções, Desenho, Fotografia, Impressão e Pintura.


Your Fonts (e que tal também o FontForge?)

Uma das atividades preferidas dos nossos alunos é a criação de tipos de letra. Quase que como um jogo, a criação de uma letra e a partir daí, conseguir uma coerência para um tipo é fundamental.

A Internet tem destas coisas. Antes de vos apresentar a ferramenta que pretendo e que se chama YourFonts, vou contar-vos a história curiosa da mesma. Quando o YourFonts foi criado, foi um sucesso. Permitia imprimir uma matriz e, qualquer utilizador criava (desenhava) a sua fonte, digitalizava-a e posteriormente carregava-a na aplicação online e, em poucos minutos, podia visualizar o seu tipo de letra e descarregava-o para o utilizar no seu computador.

O que é certo é que esta funcionalidade apenas estava disponível, se bem me recordo, até um total de 150.000 ou 180.000 fontes descarregadas. Pois bem, parece muito mas, com uma ferramenta simples de utilizar e com estas potencialidades até é bem pouco. O que é certo é que ao fim de alguns meses este serviço deixou de ser gratuito. Aliás, é gratuito mas para descarregar a fonte é preciso pagar. Logo surgiu uma ferramenta similar e que já divulgámos chamada Fontcapture. Era inteiramente gratuita mas, num instante, a YourFonts acabou por comprar esta última para monopolizar. Acredito que mais cedo do que tarde surjam novas ferramentas idênticas e gratuitas.

Mas, o que permite o Youfonts? Permite descarregar uma matriz tipográfica onde posteriormente podemos criar o nosso “tipo””gráfico” e depois visualizar o mesmo. Neste momento, quem quiser descarregar essa fonte terá que pagar.

De qualquer forma existem outras alternativas como o FontForge que é um software livre que nos permite criar a nossa fonte vectorial. Em suporte digital e, por exemplo, com recurso ao quadro interativo éuma boa ajuda para criar fontes ou então alterar outras que já tenhamos instaladas no computador.

Para experimentarem pois vale bem a pena. Antes de terminarmos com vídeos tutoriais do YourFonts e FontForge, podemos dizer que em contexto de EVT, com estas ferramentas podemos trabalhar os seguintes conteúdos e áreas de exploração: Comunicação, Estrutura, Forma, Geometria, Medida, Construções, Desenho e Impressão.

E, aqui ficam os vídeos tutoriais…

E no caso do FonrForge, no seguinte vídeo tutorial ainda podem analisar uma outra ferramenta chamada Glyphtracer.