Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT


Paper Folding for Pop-Up (de Miyuki Yoshida)

Este é o último post/artigo do EVTdigital? Não, não será certamente o último mas… é o que finaliza a divulgação das ferramentas digitais no âmbito deste estudo. E nada melhor do que partilhar convosco um recurso que não é digital, tal como no artigo anterior. É um recurso em papel, uma das minhas paixões: os Pop-Up books. Chama-se Paper Folding for Pop-Up e é de Miyuki Yoshida.

Em contexto de EVT (de EV e até ET) a exploração deste tipo de livros, muitos deles com mecanismos engenhosos e que o seu manuseamento e posterior análise por parte dos alunos faz-lhes despertar a curiosidade e a motivação para eles mesmos criarem os seus livros pop-up, ou mesmo que não sejam livros, postais… Mas podem ser brinquedos com mecanismos entre outros.

Tal como sempre referi (e defendi), acredito que é pela utilização articulada e sensata entre os recursos digitais e os “tradicionais”, como este, em papel, que os alunos conseguem uma aprendizagem mais rica, diversificada, e verdadeiramente significativa.

Anteriormente já tinha aqui divulgado os 5 livros pop-up de David A. Carter, para mim, dos mais fabulosos que existem. Divulguei também o espaço na Internet de Robert Sabuda, outro dos gurus da área. Chega agora a vez de Miyuki Yoshida e este livro que descobri recentemente e que é verdadeiramente fabuloso. No momento em que vos escrevo, ainda não o tenho. está encomendado e espero que daqui a uma semana ele chegue para me poder deliciar com ele… Enquanto não chega, partilho aqui convosco algumas das suas páginas num dos blogues que visitei e do qual retirei estas imagens e que infelizmente não guardei aqui a fonte para a publicar mas sei que era um blogue em Espanhol. Não podia deixar de partilhar convosco…  


DISNEY MOVING PICTURE MACHINE

A divulgação de ferramentas digitais está mesmo a acabar, aqui no EVTdigital. Mas como sempre disse e defendi, deve sempre haver a articulação dos vários recursos e suportes em contexto educativo, nomeadamente em EVT (ou qualquer outra área). Aqui apresento um desses recursos, uma das minhas paixões que é o cinema de animação, os brinquedos óticos e os princípios de animação de imagens. Chama-se DISNEY MOVING PICTURE MACHINE e vou já contar-vos a história do mesmo e para que serve.

(créditos da imagem: NAVA Design)

Este brinquedo, sim brinquedo, podemos chamar-lhe assim pois é um brinquedo ótico tem uma história longa e curiosa. O original do qual podem agora ter uma réplica, surgiu em força no mercado em 1938, depois da primeira aparição em 1935. Todos sabem que hoje em dia, muitas marcas, sejam cereais, detergentes e outros, por vezes oferecem brinquedos para os mais novos. Há muito anos, ainda me recordo, ofereciam espirógrafos e outros brinquedos educativos. Ora este Moving Picture Machine surge distribuído em 1938 através da parceria entre a Disney (por Walt Disney) e a Pepsodente Co. (sim, a das pastas de dentes).

Uma oferta que chegou assim a muitas e muitas pessoas e assim despertou a curiosidade pelo cinema de animação em particular mas também ao cinema no geral.

Agora, no site da Disney, numa produção da NAVA Design, são disponibilizados os planos para serem impressos (convém ser em cartolina ou num papel com boa consistência) e depois montados. São fornecidos com 2 baterias de imagens de filmes de animação da altura, claro.

Uma experiência fabulosa para redescobrir a animação e para também para além daquilo que é o digital e o que agora nos é proporcionado pela partilha nas redes, aquilo que também se pode conseguir na impressão, recorte, montagem, colagem, etc… Tudo isto também muito importante na nossa disciplina de EVT (ou qualquer outra e até mesmo para o desenvolvimento integral das crianças e jovens).

Basta carregarem na ligação acima ou na imagens e são convidados a visitar o espaço da Disney onde podem descarregar em pdf as instruções e os planos deste brinquedo óptico, que acaba por ser quase um projetor primitivo, para depois montar. Claro que já podem ver que isto permite explorar muitas áreas e conteúdos da EVT como: Comunicação, Estrutura, Forma, Geometria, Luz-Cor, Material, Medida, Movimento, Trabalho, Animação, Construções, Desenho, Impressão e Mecanismos.

Fascinem-se… e aqui fica um vídeo onde se apresenta a máquina que depois a Disney aprimorou e fez distribuir com a colaboração da Pepsodent.


Madmen Yourself

Da AMC TV, uma ferramenta muito curiosa: o Madmen Yourself. Com esta aplicação que funciona integralmente online, podemos escolher uma personagem, quase que como um Avatar e definir as suas opções de fisionomia – corpo e em especial do rosto e depois vesti-lo consoante a época, o estilo, etc…

É extremamente simples de utilizar: passo-a-passo somos guiados, em cada quadro, a escolher a personagem e o género (masculino ou feminino) e depois a sua aparência física, fisionomia, aspetos físicos do rosto e, por fim, toda a roupa e adereços.

No final, podemos descarregar a personagem criada que pode muito bem ser o nosso Avatar para utilizar em redes sociais, para a nossa capa, etc… Podemos descarregar 3 formatos: só o rosto, meio corpo ou figura completa com cenário.

A explorar em EVT, até pelas possibilidades de exploração numa área de exploração pouco comum de Vestuário. A saber, mais algumas áreas de exploração e conteúdos de EVT: Comunicação, Estrutura, Forma, Material, Animação e naturalmente, Vestuário.

Aqui terminamos deixando-vos um pequeno vídeo tutorial encontrado no YouTube.


Dryad

Para os amantes dos programas 3D, aqui está um projeto interessante. Aliás, era um projeto interessante pois o mesmo terminou. Uma equipa concebeu este programa chamado Dryad, um software que permite criar árvores para ambientes 3D, sejam eles jogos ou para depois utilizar noutros programas como o Blender. Podem mesmo criar uma floresta inteira. 

Apesar deste projeto ter terminado, ainda conseguem descarregar este software no Baixaki. Para tal, caso queiram descarregar o programa, podem carregar AQUI. As limitações que lhe são apontadas são principalmente aquelas que se relacionam com o facto de apenas se poderem criar árvores e florestas com esta aplicação. De qualquer forma, é uma solução interessante para este fim. Diz quem já o utilizou que o processo de criação é incrivelmente simples e com resultados finais muito interessantes. Outro contra é o facto de alguns utilizadores se queixarem de não ser um software muito estável e por vezes dar erros.

De qualquer forma, aqui fica para quem quiser, por exemplo, criar uma floresta e depois exportá-la para utilizar noutro programa 3D como o Blender.

Em contexto de EVT, uma boa ferramenta para se poder explorar as seguintes áreas e conteúdos: Espaço, Estrutura, Forma, Material, Trabalho, Construções, Desenho e Modelação/Moldagem.


Tux Paint

Para a última divulgação de hoje no EVTdigital, deixei a apresentação de um software livre, que pode ser instalado em computadores com sistemas operativos Windows, Mac ou Linux. Poderão achar estranho escolher esta ferramenta, mas mais adiante vou explicar a razão. É o muito conhecido pelos mais pequenos como o Tux Paint. 

Decidi incluir o Tux Paint neste estudo e aqui nas divulgações do EVTdigital pois este programa é muito conhecido pelos mais pequenos, principalmente pela utilização que faziam do mesmo no computador Magalhães. O Tux Paint é um programa de desenho e pintura que oferece uma vasta gama de ferramentas para os alunos criarem os seus trabalhos. Muito simples de utilizar, tem também “carimbos” que em alguns casos facilitam o trabalho. Naturalmente que pode ser limitado usar este programa em EVT, principalmente se os alunos não evoluírem e passarem para níveis de complexidade maiores. No entanto, decidi que ela seria importante estar presente, principalmente porque pode fazer, no início de um 5º ano, a ponte entre as aplicações que os alunos mais usavam no 1º ciclo e podem depois, em EVT, passar a usar e que são ferramentas com maior potencial e que dão maior liberdade de criação. Eis a razão. No entanto, em EVT, pode explorar as seguintes áreas e conteúdos: Espaço, Estrutura, Forma, Geometria, Luz-Cor,Material, Trabalho, Construções, Desenho e Pintura.

E aqui fica um pequeno vídeo tutorial que encontrei no Youtube.


ArtBuilder

O Columbus Museum of Art tem um bom repositório de recursos online. Um desses recursos é a aplicação chamada ArtBuilder. Esta aplicação, que funciona integralmente online, sem necessidade de instalação de qualquer programa, permite criar composições visuais similares a uma colagem.

Depois de acederem ao espaço, são convidados a analisar uma pequena introdução e explicação sobre como funciona esta atividade. Iniciando o trabalho, devem escolher o papel de fundo e, posteriormente, juntar os elementos que queiram “colar” nessa folha. Podem ser elementos naturais, objetos, tecidos, entre muitos outros. Infelizmente apenas temos acesso aos elementos que a biblioteca de imagens nos fornece e não podemos carregar os nossos, do nosso computador, mas não deixa de ser interessante para os alunos conseguirem realizar composições visuais, numa técnica similar à das colagens, que quem trabalha sabe bem ser muito difícil, apesar de parecer muito simples.

Pode ser utilizada em EVT, num 5º ano, por exemplo, mas também no 1º ciclo em Expressão e Educação Plástica. No caso de EVT, e pela riqueza dos materiais incluídos, podemos trabalhar as seguintes áreas de exploração e conteúdos: Comunicação, Forma, Material, Trabalho, Construções, Fotografia, Tecelagens/Tapeçaria e Vestuário.

A explorar, sem dúvida. Fica o convite para visitarem, mesmo, pois não temos nem encontrámos nenhum vídeo tutorial.


Reasonably Clever

Não sendo o Reasonably Clever uma ferramenta que considero extraordinária, pode permitir algumas explorações em contexto de EVT. A que agora apresentamos é o Mini Sizer mas, se navegarem um pouco por este espaço da Internet encontrarão outras.

O Mini Sizer do Reasonably Clever permite-nos criar um personagem LEGO. Isso poderá servir como um Avatar ou caricatura mas também para podermos encomendar essa peça LEGO… à LEGO! Dentro deste espaço têm também outras ferramentas para Comics (Banda Desenhada), por exemplo.

A explorar e analisar, para usar, mas como costumo dizer, sem abusar pois o interesse pode ser limitado (e limitativa para as capacidades criativas dos alunos).

Deixo-vos aqui um pequeno vídeo tutorial que encontrei no YouTube, sobre o Mini Safe.


Abrakadoodle

Iniciamos as publicações de hoje aqui no EVTdigitl com o Abrakadoodle, um espaço online criado em 2005 que, na conjugação dos termos Abraka (magia) e Doodle (rabisco) faz nascer este projeto. 

 Este é um espaço online que permite, a partir dos 5 anos de idade, explorar conceitos relacionados com a EVT mas também com a Expressão e Educação Plástica nas escolas. Com espaços dedicados aos mais novos, aos pais e professores, constitui-se como um valioso recurso dando pistas de intervenção em contexto de sala de aula e disponibilizando atividades criativas a desenvolver com os mais novos.

O espaço é tão vasto que seria impossível aqui descrever todas as suas poencialidades.

Fica um pequeníssimo vídeo tutorial de apresentação do espaço e a certeza de que em EVT podem explorar áreas e conteúdos tão diversos como: Comunicação, Espaço, Estrutura, Forma, Geometria, Luz-Cor, Material, Medida, Movimento, Trabalho, Impressão, Mecanismos, Modelação/Moldagem, Pintura,Animação, Construções, Desenho e Fotografia. 


Avimator (agora é QAvimator)

O QAvimator, decorrente do projeto Avimator, é um software livre, open source, para a criação de modelos e personagens 3D para utilização no Second Life (ou não…). 

Com uma interface simples de usar e perceber, apenas requerendo algum treino e destreza, podemos criar as nossas personagens 3D para utilizar no Second Life. Mas, como a idade não o permite em utilização no Second Life, para crianças do 2º ciclo, em EVT, nada como aprender a criar personagens neste programas livre. Muito interessante para poderem analisar o corpo humano, a representação do corpo humano, como vestir a pessoa e muitas outras características a ser trabalhadas.

Resta dizer que é um programa livre e que tem disponíveis versões para Windows, Mac e Linux, podendo-se, entre outros, trabalhar as seguintes áreas de exploração e conteúdos da EVT: Estrutura, Forma, Material, Trabalho, Construções, Desenho, Modelação/Moldagem e Vestuário.

Aqui fica um pequeno vídeo tutorial encontrado no YouTube.


OGRE

Para terminar as publicações de hoje aqui no EVTdigital, aqui vai a divulgação do OGRE. Este é um software livre que podem descarregar AQUI e que serve para modelação 3D, disponível desde 2001.

Está disponível para sistemas operativos Mac, Windows e Linux e é uma boa opção para quem se quiser iniciar neste tipo de ferramentas. Como a instalação em Windows (supomos que possa ser a maioria dos utilizadores) pode não ser simples, disponibilizámos no final deste artigo um pequeno tutorial de instalação que encontrámos no Youtube.

A manipulação das ferramentas essenciais, as galerias de personagens já existente e que podemos aproveitar e adaptar, podem ser um bom mote para em contexto de EVT explorarmos as seguintes áreas e conteúdos: Espaço, Estrutura, Forma, Geometria, Luz-Cor, Material, Medida, Trabalho, Construções, Desenho e Modelação/Moldagem.

Esta é apenas mais uma das muitas opções dentro da área de modelação 3D que já deixámos aqui no EVTdigital.

A analisar e, quem quiser desvendar um pouco, no final do vídeo tutorial apresenta-se a ferramenta e, uma ajuda para quem quiser instalar em Windows…


Yourchildlearns – Owl and Mouse Educational Software

O espaço YourChildrenLearns está instegrado num maior, chamado Owl & Mouse – Educational Software. No caso específico, abordamos algo que pode constituir uma ferramenta digital mas também algo que pode ser abordado em contexto “tradicional”, para montar um cidade, a partir de planificações de edifícios.

É aqui (carregar na imagem anterior) que podem selecionar e descarregar alguns modelos planificados de edifícios e depois imprimi-los e montá-los em contexto de sala de aula para construir uma cidade. Isto despertará a curiosidade e interesse dos alunos para novas abordagens em contexto de EVT, seguramente. Aplicações? Sim, podem ser muitas… Imaginem a construção deste edifícios para um cenários de um filme de animação? E se for para compreenderem (os alunos) como se planifica uma capa para guardar trabalhos? E uma embalagem?

As abordagens e variantes de aplicação em contexto educativo são muitas. E se forem ao espaço Owl & Mouse ainda vão encontrar muitas mais propostas. Nada como analisar.

Em contexto de EVT sempre podem abordar uma vasta gama de conteúdos e áreas de exploração como: Espaço, Estrutura, Forma, Geometria, Material, Medida, Trabalho, Construções, Desenho e Impressão.

Não há vídeo tutorial, naturalmente… A sugestão é mesmo passarem por lá!


Stop Motion Pro

Chega agora a hora de vos apresentar mais um programa para captura de imagens em stop-motion e assim poderem realizar cinema de animação na sala de aula. Chama-se Stop Motion Pro e, ATENÇÃO, não é bem um software gratuito. Este programa é um software proprietário, com versão comercial, mas que disponibiliza uma versão Trial (de teste) sem limitações de tempo ou mesmo de exportação do filme MAS apenas o resultado final fica com uma marca de água do software e que não pode ser removida.

 

Depois de visitarem este espaço na Internet, podem aceder através do menu à página para descarregarem esta versão trial. preenchem um pequeno registo e é-vos facultado o download. Descarregado o programa e instalado no vosso computador (sistemas operativos Windows), o que é um processo extremamente simples, podem de imediato ligar uma câmara ao computador e iniciar a captura stop-motion. Dependendo da qualidade da câmara, melhor será o filme pois a qualidade de imagem, naturalmente, será melhor. Vão constatar que este programa é muito simples de utilizar e prático para utilizar em contexto de sala de aula, em especial em EVT com alunos de 10 a 12 anos.

Nada como experimentar e se a marca de água final não for problema, excelente. No caso de quererem enviar o filme para algum concurso ou publicar, aí será diferente e devem optar por outros aqui divulgados. Mas se for só experimentar e explorar os conteúdos de animação e realizar exercícios, é uma boa opção.

Precisamente no contexto de EVT pode explorar as seguintes áreas e conteúdos: Comunicação, Espaço, Estrutura, Forma, Luz-Cor, Material, Medida, Movimento, Trabalho, Animação, Construções, Desenho, Fotografia, Mecanismos, Modelação/Moldagem e Pintura.

E aqui fica um pequeno vídeo tutorial… E vejam como é simples de utilizar este programa.


Calligraphy

Iniciamos as publicações de hoje, 19 de junho de 2012, com uma ferramenta extremamente interessante para ser trabalhada com os alunos para a descoberta das formas, da expressão, aplicada à criação de fontes (tipos de letra). Chama-se Calligraphy e está inserida no espaço MathToyBox.

Depois de iniciada a aplicação que funciona integralmente online, temos uma barra de menus muito simples onde podemos escolher o tipo de papel (digital) que queremos usar. Depois, podemos escolher o aparo (sim, aparo, pois simula uma escrita à antiga), a cor da tinta e ainda 3 variáveis para a escrita e que faz variar o tipo de aparo e escrita realizada.

Finalmente, somos convidados a criar o nosso próprio abecedário ou até um desenho que no final podemos imprimir. No caso de EVT, por exemplo, os trabalhos podem ser guardados e depois editados num programa de desenho vetorial, selecionando apenas os desenhos, sem fundo, para aplicação a outros contextos.

Uma ferramenta interessante e que pode dar para desenvolvimento de muitas ideias em EVT, disciplina onde podemos trabalhar com esta ferramenta as seguintes áreas de exploração e conteúdos: Comunicação, Forma, Material, Desenho e Impressão.


4D Blue

E eis que apresentamos mais um software gratuito, na sua versão pre-Alpha. Chama-se 4D Blue e, como é indicado no próprio espaço da Internet, é um programa de modelação, animação e renderização com qualidade de renderização foto realística.

Apesar das indicações dadas anteriormente, parece-nos que o projeto nasceu em 2004 e deve ter sido abandonado já em 2006. Mas isso é mera suposição nossa. É uma aplicação que exige algum treino de adaptação mas que pode ser útil se desenvolverem projetos nesta área, até para criação de ilusões óticas.

No espaço do software na Internet, podem descarregar na secção Tutorials alguns exemplos que podem descarregar e depois perceber como funcionam no programa e, caso queiram, modificá-los. Antes de terminar, faço-vos uma outra sugestão: passem pela Galeria onde podem encontrar bastantes trabalhos produzidos com recurso a este software.

Em contexto de EVT, uma opção bastante válida para trabalharem os seguintes conteúdos e áreas de exploração: Espaço, Estrutura, Forma, Geometria, Luz-Cor, Material, Medida, Movimento, Trabalho, Animação, Construções, Desenho, Fotografia, Modelação/Moldagem e Pintura.


NGA Kids – National Gallery of Art

Há espaços online de Museus que são uma verdadeira maravilha em recursos. E alo de recursos educativos para os mais novos, normalmente orientados pelos serviços educativos dos museus. Esse é o caso do sítio NGA Kids  online, da National Gallery of Art de Washington.

Ao entrarem neste local são convidados a explorar quase duas dezenas de aplicações online, interativas, que permitem aos mais pequenos, tanto alunos do 1º ciclo como na própria disciplina de EVT, para alunos até 12 anos, aprenderem de forma interativa alguns conceitos como do 2D ao 3D, as estruturas, colagens, fotografia, sobre a obra de arte… A lista é muito grande.

São aplicações interativas, em Flash, e que correm diretamente no browser, sem necessidade de instalarem qualquer programa a não ser ter o Flash Player ativado no vosso navegador da Internet (o que seguramente deve estar).

Uma dessas ferramentas, inclusivamente, já a divulguei aqui e chama-se Brushster. Mas há mais, como por exemplo as duas versões da Collage Machine, o Mobile, o 3D Twirler, o Flow ou o Wallovers, só para indicar algumas. Sinceramente, vale a pena passarem por lá e explorar.

Como é lógico, pela quantidade e diversidade de ferramentas disponibilizadas, a lista de conteúdos e áreas de exploração possíveis abordar em EVT é vasta: Comunicação, Espaço, Estrutura, Forma, Geometria, Luz-Cor, Material, Medida, Movimento, Trabalho, Animação, Construções, Desenho, Fotografia, Impressão, Mecanismos e Pintura.

Passem por lá e percam-se um pouco!


Doga Project

Na continuidade do último post/artigo de ontem, cá voltámos nós a aplicações 3D e conceitos de modelação 3d, com uma vez mais agradecimento ao Artur Coelho, o erdadeiro especialista na área. Aliás, quem quiser conhecer estas ferramentas melhor pode passar por AQUI. Mas a ferramenta (software) que agora vos apresentámos é o Doga Project L3. Para fazerem o download deste programa, quer na versão L3 como nas anteriores, L2 ou L1, podem carregar AQUI.

 Como diz o Artur no manual que realizou, “O Doga L3 é um programa que permitecriar com facilidade modelos 3D de veículos, naves, robots, animais e outrosobjectos. Trabalha a partir da colagem emanipulação de modelos pré-definidos eestá pensado para introduzir os conceitoselementares da modelação e animação3D. Existe em três versões – L1, L2 e L3, sendoa terceira a mais complexa”.

E aqui fica um vídeo tutorial.

 


3D Brush (agora, 3D Coat)

 Eis que apresentamos mais uma ferramenta para modelação 3D. No caso, não é um software livre, mas disponibiliza uma versão Demo com algumas limitações que, no contexto de utilização em escola, acabam por não ter grande influência e podemos trabalhar à vontade com os nossos alunos. Primeiramente esta aplicação, com vantagem de ter versão para Windows, Mac e Linux, chamava-se 3D Brush.

Neste momento adoptou o nome de 3D Coat e tem muitas mais funcionalidades. Parecido com o Z-Brush, também um software com os mesmo princípios, há quem diga que esta é ainda mais simples de trabalhar. Bem, da família do Z-Brush conheces já aqui o Sculptris, gratuito e que é, para mim, uma das melhores para trabalharmos com os nossos alunos.

 Depois de descarregarem e instalarem o programa, vão compreender que o modo de trabalho com esta aplicação é extremamente simples e intuitivo, conseguindo-se escolher um pré-modelo e depois alterá-lo e colocá-lo como entendermos. Podemos escolher uma personagem mas também objetos, sólidos e muitos mais elementos.

A experimentar e explorar em EVT ou mesmo EV, disciplinas onde podem abordar as seguintes áreas e conteúdos: Estrutura, Forma, Geometria, Luz-Cor, Material, Medida, Trabalho, Construções, Desenho, Modelação/Moldagem e Pintura.

E aqui vos deixamos um pequeno vídeo tutorial dos muitos que encontrámos no YouTube, inclusivamente o canal oficial deste software que tem atualmente 81 vídeos e que podem também ser vistos a partir deste endereço: http://www.youtube.com/user/PILGWAY3DCoat/videos 


DRAWMINOS

Pois bem, para terminar as divulgações de hoje aqui no EVTdigital, aqui está uma ferramenta que até nem vamos falar muito dela… Muito curiosa e enigmática… Chama-se DRAWMINOS 

Mas afinal, para que serve o Drawminos? Ora, lembram-se de antigamente passar muitas vezes na televisão aqueles concurso e recordes do Guiness em que haviam milhares de peças de dominó que eram deixadas cair? Lembram-se das formas que se faziam, das cores que se proporcionavam e da magia provocada? E aquelas que até proporcionavam experiências na área da física e das tecnologias?

Pois o Drawminos permite que, de forma simples, criemos um desenho com essas peças de dominó e depois as derrubemos para assim se proporcionar um aspeto visual o mais diversificado possível. É também possível interagir com bolas…

Para além de um trabalho que pode parecer insignificante em EVT, o que nem é verdade, esta aplicação online pode proporcionar experiências de aprendizagem muito interessantes em EVT e também em Educação Tecnológica – ET e mesmo EV. Querem experimentar?

Sei que certamente vão experimentar.

Claro que esta é daquelas ferramentas que motiva e cativa os alunos e que podemos, explorar áreas e conteúdos como: Animação, Construções, Desenho, Espaço, Material, Medida, Movimento e Trabalho.

Aqui fica um vídeo tutorial muito curioso pois, pela voz, parece-nos que foi realizado por uma criança. A explorar mas, por favor, não fiquem viciados… 🙂


I am an artist

Para terminar as publicações de hoje aqui no EVTdigital, a divulgação do espaço online chamado I Am an Artist e que, apesar de ser considerado um recurso para as expressões e educação plástica no 1º CEB, é perfeitamente utilizável para alunos do 2º ciclo, especialmente em EVT, no 5º ano.

Neste espaço online podem descobrir como desenhar, pintar, construir, modelar, imprimir, etc… Ao visitarem o sítio, não se esqueçam que o espaço central com os objetos não está a funcionar, apenas os mesmos mas do menu superior.

Em cada secção podem aprender, passo-a-passo, técnicas e procedimentos na áreas das artes, tecnologias e expressões.

Como não há vídeo tutorial, nada como explorarem este recurso que, apesar de estar em Inglês, a profusão das imagens ajuda a compreender, sendo simples de perceber pelos professores e depois transmitir e ajudar os alunos. E, em EVT, ou no 1º ciclo, podem explorar áreas e conteúdos como:  Comunicação, Espaço, Estrutura, Forma, Geometria, Luz-Cor, Material, Medida, Trabalho, Construções, Desenho, Impressão, Modelação/Moldagem e Pintura.


iStopMotion e DragonFrame

Para os utilizadores de Mac, e porque o EVTdigital divulga todo o tipo de ferramentas, para vários sistemas operativos, aqui deixamos o iStopMotion. Um software que podem utilizar para captura stop-motion e assim realizarem filmes de animação.

Mas para Mac (e ainda Windows), acrescente-se um software fantástico, de qualidade profissional que se chama DragonFrame. Vamos conhecê-los um pouco melhor.

No caso do iStopMotion, as limitações são consideráveis. Este software é proprietário e, como muitos, tem também a possibilidade de o descarregarem e testarem durante algum período de tempo sem limitações. MAS… neste caso a limitação de tempo é grande pois se o instalarem no vosso Mac apenas o vão poder utilizar sem limitações durante 5 dias… (sim, APENAS 5 dias…) O que será muito pouco para usar em contexto educativo. De qualquer forma, a versão Home custa apenas 50$ USD. De qualquer forma, há alternativas gratuitas mas este programa é muito simples de utilizar e com muito boa qualidade, simples de utilizar entre outras vantagens.

No caso do DragonFrame (esta é a nova versão do software que antigamente se chamava DragonStopMotion), podem descarregar uma versão para Mac mas também para Windows que funciona durante 30 dias! Sim, 30 dias, talvez o tempo necessário para realizar a captura de imagens com os nossos alunos e assim realizarmos um filme de animação na técnica escolhida. Este programa, na versão Trial de 30 dias que podem descarregar tem todas as funcionalidades ativas existindo apenas uma limitação: cada take (cena em gravação) apenas pode ter 50 frames capturados. Não é de todo um problema pois podemos guardar esses 50 frames e depois continuar noutro ficheiro… Apenas dá um pouco mais de trabalho, mas sem problema…

Em EVT (e também para usarem em casa e noutros locais), podem trabalhar as seguintes áreas de exploração e conteúdos, tendo sempre em conta que mais abordagens são possíveis consoante as técnicas de animação escolhidas: Comunicação, Luz-Cor, Material, Movimento, Trabalho, Animação, Construções, Fotografia e Desenho.

E aqui ficam dois vídeos tutoriais com a apresentação destas ferramentas. E não se esqueçam pois filmes como Coraline e o novo de Tim Burtun, Frankenweenie, que vai estrear em Outubro, foram (ou estão) a ser realizados com o DragonFrame. Experimentem que vale a pena… Vejam só o Spot animado que se realizou em 2011, nos Workshops do CINANIMA… Um Spot animado para o CINANIMA 2012, animado e filmado também em 3D ou o filme “Encaixa a Música”, também realizado nos Workshops CINANIMA 2011 e realizados com o DragonFrame.